sábado, 7 de fevereiro de 2009

Finalmente Rita a menina dos sapatos vermelhos... ao vivo!


Finalmente Rita a menina dos sapatos vermelhos... ao vivo! Realmente consegui ver ao vivo e a cores a Rita Pereira cujo nome artistico é Rita Redshoes. À terceira foi mesmo de vez! O primeiro êxito "Dream on girl" e a voz melodicamente agradável foram os rastilhos que me chamaram a atenção e que me fizeram estar com mais atenção à sua discografia. Obviamente é com naturalidade que surgiu a curiosidade em vê-la ao vivo.


Este sábado à noite marcou presença na cidade de Caldas de Vizela pela primeira vez. A sua apresentação teve lugar num local inusitado, num antigo cinema apelidado de Cine Teatro. Apenas é um nome pomposo para um local já desactivado e longe das condições ideais. Pelo menos é essa a primeira impressão assim que se entra no local. Este cine teatro é um espaço já sem cadeiras não muito amplo. A entrada para esse recinto é feita por um local secundário e exíguo. As portas abriram-se a 15 minutos da hora marcada e o número de pessoas já presente em bom número efectua a passagem ao interior do local a conta gotas.

Este espectáculo teve entrada livre, aspecto que acarreta variáveis pré-concerto que se podem dividir entre positivas e negativas. Aspectos positivos, a artista tem oportunidade de mostrar o seu trabalho a pessoas que normalmente não a ouviriam ou a veriam ao vivo e revelar a sua obra a mais gente. Proporciona igualmente aos seus fãs um acesso mais facilitado ao seu espectáculo. Aspecto negativo é o evento ter uma afluência relevante de pessoas não conhecedoras e com uma atitude demasiado expectante e isso ser prejudicial a uma melhor e maior interacção entre o palco e a plateia.

A audiência era composta sobretudo por gente jovem; contudo era preenchida por adolescentes desde os 13/14 anos até pessoas acima dos 35 anos. Notava-se que existia muita curiosidade e vontade em ver a Rita ao vivo e escutar as suas músicas. Esta digressão é apoiada pela rádio comercial logo aí é previsivel existir um maior mediatismo e interesse em redor da artista.

A Rita e os seus companheiros de palco apresentaram-se em palco sorridentes e bem dispostos. Além da menina dos sapatos vermelhos, tinha um baterista, um baixista, um guitarrista (que tinha mais uns afins) e duas pessoas a fazer coros, uma voz masculina e uma feminina. Subiram ao palco cerca de 10 minutos após as 21.30h.

O concerto decorreu com uma boa "vibe", a Rita esteve comunicadora e sempre bem disposta. Até confessou que o local lhe trazia boas memórias de outros tempos. A animação esteve presente em cima do palco e fora dele. Pode-se dizer que foi um bom momento de música pop alegremente florida e colorida.





ps. Não desesperei por ter ouvido tanta vez "love love love"... rsrsrsrs


Fica agora uma música da Rita Redshoes... curiosamente a "Choose Love"!

1 pecado(s):

rosaria disse...

Gostei muito deste blog: sóbrio e discreto, quer no grafismo, quer no texto e comunicação de ideias. o artigo "Finalmente Rita..." revela o gosto que o seu autor nutre pela música pop, evidencia de forma suave a problemática da massificação dos concertos no panorama cultural do país e valoriza, de modo digno, a produção cultural que emerge nos tempos recentes no nosso país no âmbito musical. Como o restante blog anuncia, o seu autor está de parabéns pelo bom gosto musical que tem revelado, neste e noutros espaços, onde é sempre um prazer ler o que escreve.